segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Festas de Verão 2013

É oficial, o Natal está a bater-nos à porta. E neste altura, por entre compras de última hora e planeamento de banquetes, há sempre um ou outro balanço que nos passa pelas ideias à velocidade de uma rabanada. O balanço do blog ficou parado nas festas de verão que ainda não foram publicadas, preteridas em relação ao incêndio que marcou este ano.

Ora, também é verdade que o melhor da vida são os momentos de felicidade que vamos colhendo aqui e além. E a Roda Fundeira e a Relva da Mó, as férias de verão e as festas são do melhor. Porque trabalhamos que nos fartamos, mas no final conseguimos fazer as obras que fazem sentido à nossa aldeia. E temos esse orgulho, esse de levantar os ombros e pensar num sorriso "eu também fiz". E esse também é um bom momento. 

Ficam as fotos das férias de Agosto de 2013. Com três meses de atraso, mas numa antevisão de novas festas que nos esperam (estamos na época delas!) e da amizade e alegria que pairou no ar daquela zona, mesmo depois das aflições. A vida é isso mesmo, não é?


A nossa grande estreia em 2013 - I Jogos de Água, no Complexo de Lazer da Foz Palheiros!!! As equipas fizeram bem por merecer os troféus, e aposto que tinham mais que muito apetite para o almoço convívio! Este ano até apetecia entrar na água às 09h00 da manhã para montar o equipamento necessário às provas - obrigada Bruno Tomás e Luís Sousa, os nossos Juízes de prova. 



O almocinho!!! Com 40ºC, não foi fácil...




´

A mesa da Presidência, já num momento mais descontraído.


À tarde, fizemos uma demonstração dos I Jogos de Água da Ribeira do Sinhel para os representantes da Câmara Municipal de Góis e todos os convivas que não puderam estar de manhã. 




2º classificados dos I Jogos de Água da Ribeira do Sinhel - Os Bolo de Chocolate!


1º classificados dos  I Jogos de Água da Ribeira do Sinhel - Os Sem Nome! Esta equipa veio de Amioso para arrebatar os prémios... mas, para o ano há a desforra!


Complexo de Lazer da Foz Palheiros - uma obra sonhada ao longo de gerações, ponderada por algumas direcções da Comissão de Melhoramentos e que finalmente nasceu e está a dar provas de que valeu a pena arriscar, não só pelas nossas aldeias, Roda Fundeira e Relva da Mó, mas também pela região, que fica mais rica em locais de lazer saudáveis. Orgulhamo-nos da sua execução e a Comissão de Melhoramentos de Roda Fundeira agradeceu mais uma vez a todos os que, com a sua boa-vontade expressa em trabalho ou em donativos, têm ajudado a pagá-la. 

São todos bem-vindos desde que se comprometam a passar bons momentos...  




Agora para a galeria de clássicos... do "continuamos giros, pois é?",...



... à "cervejinha filosófica"...


...passando por "o trabalho, quando nasce, é para todos"...


...ao "o que os filhos nos fazem!" ou "adulto sofre"...


... sem esquecer "nas boas tradições não se mexe"...


... e sempre com "então o que é que vai ser?"...




Os "estrangeiros" também nos descobrem... desde os amigos que ouviram horas intermináveis de histórias da minha terra ou os motards da Concentração de Góis...





As férias são um tempo cansativo... desgastante... de decisões difíceis... por isso é tão importante termos cuidado com a alimentação e com o descanso para estarmos preparados para qualquer eventualidade. No dia 19 de Agosto juntámo-nos novamente para almoçar à beira-ribeira. 


Tivemos convidados menos desejados... pendurados pela cauda...

...gulosos a rapar o tacho, ou melhor, a caixa...



... Caipirinhas!!!! Que boas que elas estavam, as caipirinhas... e leves! Tão leves que era vê-las a subir...

Eram 21h30 quando tirámos esta foto para terminar o dia. Nem o Beto tinha vontade de ir jantar... (Beto, grande revelação do ano como Barman. Só te falta mesmo uma ou duas horas de Tom das Cruzes no "Cocktail" e a Ribeira do Sinhel é tua!)

Combinávamos fazer uma sunset party no final da semana, para celebrar o estarmos juntos no meio daquele verde incrível...
  


O dia seguinte começou com a nossa habitual ida a Góis, passar um dia diferente, mudar de ares. 5 minutos depois desta foto, recebemos um telefonema da Roda Fundeira a avisar do fogo. Todos os planos mudaram e foi o que já se viu noutros posts.


Quer dizer... todos os planos, não. Reunimos a vontade geral de continuar de férias e em festa e, no dia marcado, trocámos a sunset party por um almoço que começou às 13h00 com as entradas para os adultos....


... fizemos uma interrupção para falar com as técnicas do Gabinete de Acção Social da CMG que se deslocaram à aldeia para avaliar os danos do incêndio... a quem a população expôs vivências e as suas ideias sobre a necessidade de um plano e meios de prevenção em todas as aldeias para que as povoações não dependam unicamente do trabalho dos bombeiros que, por muito que queiram, nem sempre conseguem estar onde é preciso...



... e retomámos o almoço ao escurecer, finalmente com os grelhados e sangria...



No dia seguinte fomos ver a Mónica Sintra à Chã. Também faz parte da tradição, passarmos pela festa de Alvares e pela da Chã. Às Cortes vamos mais buscar pão e bolas, quentinhos e a horas impróprias a quem não vive por por estes lados. Nem que seja só por um mês por ano.


Ficou saldada a dívida do relato do mês de Agosto. Com o fresquinho que está lá fora... até soube bem uma pontinha de verão agora, não foi?

Até breve!

2 comentários:

António Carlos Antunes disse...

Parabéns por mais esta reportagem "escrito ou visual" cá se espera mais. Obrigada.
a.carlos

Cristina Coelho disse...

Olá!

A nossa zona ganha sempre outra vida por alturas de Agosto. Alturas há em que as gentes da terra até pedem para que a agitação seja um pouco menor... mas no fundo, no fundo, também a eles se enche a alma quando nos vêm andar por lá a desestabilizar a calma instalada pela força dos tempos...

Espero que "o mais" esteja para breve...

Cristina