segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Humanidade

Que as gentes da Roda Fundeira são dadas ao convívio, e de empatia fácil, ninguém duvida, que a região começa a ser visitada por turistas à procura do Portugal genuíno, também  não é novidade! O que se destaca é quando a interação dessas pessoas, línguas e culturas, muito diferentes, se fundem num palavra...humanidade!  

Por estes dias passou pela Roda Fundeira uma família francesa, que quem com eles conviveu não vai esquecer! As tardes no café, o "curso" de sueca que os pequenos levaram para terras francesas, dado pelos mestres da aldeia, não vão sair da cabeça dos pequenos e dos mestres! Os nomes, Esmeralda, Maria, Lomba, Ataíde, Manuel, José, embora com uma pronúncia invulgar, foram muitas vezes pronunciados, e serão além fronteiras! Note-se que uns não falavam Francês, outros não falavam Português, mas interagiu-se, socializou-se, houve partilha!

Na hora da despedida, depois de cantarmos os parabéns à Nanou em dia de aniversário, a aldeia recebeu um presente desta simpática família, uma canção escrita em Português e cantada em Português com sotaque Francês...o resultado podem vê-lo no link abaixo,

https://drive.google.com/file/


Conforme pedido, fiz chegar ao café a mensagem que tinham chegado, e a viagem tinha corrido bem..., afinal tinha sido esse o pedido do lado de cá!

Até breve ou se preferirem "Tchauzinho"!

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Festas de Verão 2016 - Roda Fundeira e Relva de Mó

Já cheira a férias! E quando isso acontece estamos quase de volta à nossa aldeia...

O cartaz já circula e (quem sabe!) já enfeita alguns pinheiros na nossa zona. Pronto, algum eucalipto...

Este ano é um daqueles em que a festa se prolonga pelo feriado e teremos mais tempo para inventarmos com que nos divertir. Prometemos algumas surpresas... já ficou curioso e com vontade de amanhã ser Agosto? Pois é....mas ainda vem Julho....

Coragem... já falta pouco.
Um abraço.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Hoje é dia de água abençoada...

Hoje é dia de tomar banho. 
Ao que parece, o S. Pedro tem água benzida todo o dia. Diz a minha mãe que dava banho ao gado antes de as meter. No curral, entenda-se. Ou na Buraca da Moura ou na Foz Palheiros, conforme o local do pastoreio e o caminho de regresso à Munha.

Mas mesmo os Santos terão as suas diferenças de estatuto: o S. João também tem a água benzida mas só até ao nascer do Sol. Seria para lavar a alma ao sair do bailarico e antes de iniciar o exigente trabalho do campo.

Seja como for, hoje demos bom uso a este provérbio e viemos a banhos. Ficaremos assim abençoados para o ano inteiro. E abençoados faremos menos disparates, seremos mais atentos ao que e a quem nos rodeia, seremos melhores. Ou, pelo menos, seremos os mesmos... mas abençoados!


Um abraço.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Jorge Barata das Neves...até sempre!


Apesar da minha alma ser da Roda Fundeira, nem sempre consigo saber o suficiente sobre todos para lhes prestar a devida homenagem na sua partida. Desta vez resolvi pedir ajuda.

A Roda Fundeira perdeu mais um dos seus filhos. Jorge Barata das Neves faleceu no dia 17 de Fevereiro. 

Nasceu no dia 21 de Janeiro de 1941, depois do Raul, Fernando e Mário e antes do José Maria, sendo o quarto de cinco filhos de Maria Laura Barata e António Maria das Neves.

Os avós paternos eram Maria da Encarnação e João das Neves e os avós maternos eram Maria Rita e Miguel Barata, avô sempre recordado pelos cinco netos com muito carinho.

Casou com Maria Olinda Claro na capela da Roda Fundeira no dia 10 de Setembro de 1966 e tiveram duas filhas, Cristina e Paula, para quem, quando eram crianças, comprava caixas de 100(!) pastilhas elásticas que elas mascavam todas de enfiada! :-) 
Que descanse em paz.

Obrigada Cristina.
Um grande beijinho para vocês.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Praia de inverno!

Mesmo sem tábuas de suporte, por estes dias na Roda Fundeira, é possível ir ao banho, e dar uns mergulhos!  A Ribeira do Sinhel vai bem abastecida!




Até breve!